Anticoncepcional e libido feminina: será que influencia?

09/07/2021
Anticoncepcional-e-libido-feminina-sera-que-influencia-1200x801.jpg

O desejo sexual é influenciado por diversos fatores, como as emoções, os aspectos psicológicos e fisiológicos, tanto para os homens, como para as mulheres. No caso delas, ainda pode existir mais uma variável: a pílula. 

Sim, anticoncepcional e libido podem ter uma ligação bem íntima e é sobre isso que vou falar no artigo abaixo. Então se você notou uma queda na sua libido e anda desconfiada de que isso pode estar relacionado ao seu anticoncepcional, não deixe de ler o texto até o fim. 

 

Mas antes: como funciona a pílula anticoncepcional?

A pílula é um método anticoncepcional oral, formulado a partir de uma combinação de hormônios, normalmente progesterona e estrogênio. A dosagem pode variar conforme o fabricante. Desta forma, é possível encontrar pílulas monofásicas, onde a dosagem é a mesma em todos os comprimidos da cartela; e multifásicas, onde os comprimidos têm dosagens hormonais diferentes, que são indicadas por cor.  Mas indiferente da dosagem, a pílula funciona sempre da mesma forma: inibindo a ovulação. 

A pílula é um dos medicamentos mais consumidos no mundo. Isso ocorre porque ela é uma das alternativas mais famosas quando pensamos em anticoncepcionais. 

Porém, muitas meninas começam a fazer uso deste método no início da vida sexual e continuam utilizando ao longo de muitos anos, o que não é indicado. Além disso, antes de adotar qualquer método anticoncepcional, inclusive a pílula, é fundamental consultar um ginecologista. Afinal, nem todas as mulheres podem utilizar a pílula, e nem toda pílula serve para todas as mulheres.

Mas de que forma este anticoncepcional e libido estão ligados?

 

Anticoncepcional e libido feminina: entenda como funciona essa relação

Manter a libido em alta depende de uma série de fatores. Por exemplo: estar com a saúde física e mental em dia faz toda a diferença. 

Além disso, no caso das mulheres, o ciclo menstrual também influencia. Isso porque as emoções oscilam durante o ciclo e, no período fértil, por exemplo, é normal que as mulheres sintam mais desejo sexual. Um dos motivos é a ação do hormônio testosterona no organismo feminino.

Porém, um dos efeitos da pílula é justamente a diminuição do nível dos hormônios androgênicos, como a testosterona. Preparei um vídeo para explicar um pouco mais sobre esse assunto. Confira:

 

Menopausa, anticoncepcional e libido

A diminuição da libido é uma das principais queixas das mulheres que estão passando pela menopausa. Isso ocorre porque, durante esta fase da vida, os níveis hormonais passam por grandes alterações.

Além disso, a queda na produção de hormônios, principalmente de estrogênio e testosterona, também afeta questões fisiológicas que podem impactar na libido.

Por exemplo, a menor quantidade de estrogênio prejudica o fluxo sanguíneo na região íntima, diminui a capacidade de lubrificação natural e a contratilidade do músculo. A queda na testosterona também interfere na quantidade de energia e na capacidade de atingir o orgasmo. 

Mas, a chegada da menopausa não precisa ser sinônimo de abrir mão da vida sexual. Alguns hábitos podem fazer toda a diferença na libido durante este período tão significativo da vida. Clique aqui para saber quais são. 

Mas onde o anticoncepcional entra nessa história? Uma das formas de amenizar os sintomas da menopausa, inclusive a queda na libido, é a reposição hormonal. Esse método pode trazer diversos benefícios, entre eles, substituir o uso da pílula. Porém, apenas um médico ginecologista, após avaliação, pode indicar a adoção dos implantes.

Preparei um conteúdo sobre este tema também. Clique aqui e saiba como funcionam e para quem são indicados os implantes hormonais

Espero que este artigo tenha ajudado a responder as suas dúvidas sobre a relação entre anticoncepcional e libido. Se você quer saber mais sobre este assunto, entre em contato comigo por aqui.

Você pode conferir mais conteúdos aqui do blog e me acompanhar também no Facebook, no Instagram e no Youtube

Até o próximo artigo!

 

 

Dra. Patricia Bretz é Ginecologista, obstetra, especialista em Oncologia Ginecológica, Endometriose, Cirurgia minimamente invasiva, Implantes hormonais e Reprodução humana

Clínica Nova Vitta - 2019. Todos os direitos reservados.