De que maneira a alimentação influencia nos sintomas da menopausa?

03/12/2021
De-que-maneira-a-alimentacao-influencia-nos-sintomas-da-menopausa.jpg

Passar pelo climatério é inevitável, mas para muitas mulheres, pode ser também um grande desafio. Isso porque os sintomas comuns deste período podem afetar a rotina, e comprometer a qualidade de vida e até a saúde. 

Mas é claro que não estamos sozinhas nesta! Você sabia que  alimentação e sintomas da menopausa possuem uma ligação bem importante?

Isso mesmo! O que você coloca no prato pode influenciar a sua experiência com a menopausa e o climatério. Este é o assunto deste artigo, que preparei com todo o carinho para te ajudar a vivenciar a menopausa de forma mais leve e tranquila. Boa leitura!

 

Alimentação e sintomas da menopausa: como funciona essa ligação?

A dieta, por si só, não é a salvação para os sintomas do climatério. Mas alimentação e menopausa possuem uma ligação bem importante. O que comemos influencia de forma direta em todas as nossas funções corporais, inclusive na produção hormonal, que é a grande questão quando falamos em climatério.

Além disso, a alimentação também faz toda a diferença na imunidade, no funcionamento do intestino e na saúde do coração, que exige atenção especial nesta fase da vida.

Desta forma, alimentos ultraprocessados, ricos em farinha branca e açúcar são grandes vilões da menopausa. Além deles, a cafeína e o álcool devem ser consumidos com moderação, e o tabaco deve ser eliminado da rotina de quem está se aproximando da menopausa. 

Por sua vez, nutrientes como cálcio, magnésio, e vitamina D e B6 são fundamentais nesta fase da vida. Os ácidos graxos e o ômega 3 são importantes para proteger o coração e controlar o colesterol ruim, além de ajudar na manutenção das funções cerebrais. Os chás também são uma boa opção para melhorar a ansiedade e a insônia. 

Há algum tempo, gravei este vídeo falando um pouco sobre a relação entre alimentação e menopausa. Assista para saber mais! Você pode conferir outros conteúdos como este lá no meu canal no Youtube

5 alimentos para quem está vivendo a menopausa

Se você já assistiu ao vídeo, já sabe o que deve incluir na sua alimentação se a menopausa está batendo na porta, certo? A seguir, vou listar mais alguns alimentos que podem ser benéficos para quem está vivendo esse momento tão significativo da vida.

Mas antes: você sabe como reconhecer os sinais de que a menopausa está chegando? Clique aqui e confira um conteúdo que preparei para te ajudar. 

Oleaginosas: assim como a soja, outras oleaginosas também podem ser grandes aliadas. Alguns exemplos são o amendoim, as castanhas e as amêndoas. Estas sementes são ricas em vitamina E, importante para quem está passando pelo climatério. As oleaginosas também são ricas em magnésio, que atua na formação dos neurotransmissores, ajudando a melhorar o humor.

Frutas cítricas: frutas como laranja, limão, abacaxi, acerola, amora e framboesa são fontes de vitamina C, que auxilia na síntese dos hormônios femininos. 

Vegetais verde-escuros: além da couve, outros vegetais de coloração verde-escura, como rúcula e brócolis, são excelentes fontes de cálcio e ácido fólico. Ou seja, são importantes para a reposição de DNA e prevenção da osteoporose.

Aveia: seja em flocos ou em farelo, a aveia possui um tipo de fibra importante no controle da glicose e do colesterol. Assim como ela, o azeite extravirgem também atua nesta função.

Peixes: eles são ricos em ômega 3, nutriente que atua na melhora das funções cerebrais, e também no controle da glicose e do colesterol. Além disso, os frutos do mar também são ótimas fontes de zinco, que contribuem para a síntese hormonal.

Bônus: o cacau é rico em polifenóis, além de também conter cálcio e zinco. Ou seja, o chocolate pode fazer parte da dieta e ser muito benéfico, mas lembre-se de optar pelas versões com alta concentração de cacau (acima de 70%).

 

Você sabe por que manter o equilíbrio hormonal é tão importante para a sua saúde? Clique aqui e descubra!

Espero que este artigo tenha lhe ajudado a compreender melhor a ligação entre alimentação e menopausa. Se você quer saber mais sobre este assunto, entre em contato comigo por aqui.

Você pode conferir mais conteúdos aqui do blog e me acompanhar também no Facebook e no Instagram

Até o próximo artigo!

Dra. Patricia Bretz é Ginecologista, obstetra, especialista em Oncologia Ginecológica, Endometriose, Cirurgia minimamente invasiva, Implantes hormonais e Reprodução humana

Clínica Nova Vitta - 2019. Todos os direitos reservados.