Reposição hormonal feminina e qualidade de vida

05/05/2021
Reposicao-hormonal-feminina-e-qualidade-de-vida-1200x800.jpg

Com o passar dos anos, o corpo das mulheres sofre diversas mudanças. Desta forma, a reposição hormonal feminina surge como uma grande aliada para uma vida com mais qualidade. Você já ouviu falar sobre esta terapia? Sabe como ela funciona e todos os seus benefícios? Neste artigo vou te explicar um pouco sobre como a reposição hormonal feminina pode te ajudar. 

 

Por que a reposição hormonal feminina pode ser uma aliada?

Os hormônios são responsáveis por diversas funções no organismo feminino, como o  equilíbrio no ciclo menstrual, por exemplo. Ao longo da vida, é natural que os níveis de hormônios como estrogênio e progesterona oscilem. Principalmente, com a chegada do climatério e da menopausa.

O climatério é um processo de transição hormonal. Ele tem início após os 45 anos, e segue até, mais ou menos, os 65 anos. Após o climatério, chega a menopausa, período onde ocorre a perda espontânea dos hormônios. Os sintomas destas alterações, muitas vezes, interferem na rotina e na autoestima das mulheres. 

 

Você sabe qual a função dos hormônios sexuais na sua saúde? Clique aqui e descubra. 

 

O que a reposição hormonal feminina faz? 

A reposição hormonal feminina consiste no uso de hormônios sintetizados em laboratório para suprir a falta dos hormônios naturais. Estes hormônios sintéticos têm a mesma composição química dos produzidos pelo organismo, e agem da mesma forma quando administrados no corpo feminino. 

A reposição hormonal feminina tem efeito curativo e preventivo. Ou seja, auxilia na diminuição dos sintomas do climatério e da menopausa. Também ajuda a evitar complicações que possam surgir pela diminuição da produção de hormônios pelo corpo. 

A indicação de reposição hormonal sempre deve partir de um médico ginecologista, após avaliação da paciente, e apenas caso exista necessidade. 

 

Sabia que a sua alimentação também pode ajudar no tratamento dos sintomas da menopausa? Saiba mais clicando aqui.

 

Tipos de reposição hormonal

Estrogênio + progesterona: tratamento mais utilizado para mulheres que ainda têm útero. A medicação contém progesterona natural, ou pode ser uma combinação de progesterona sintética e estrogênio.

Apenas estrogênio: mais indicado para mulheres que tenham retirado o útero. A medicação contém apenas o hormônio estrogênio, idêntico ao que o ovário produz. 

Natural: outra alternativa é consumir alimentos que tenham fitoestrogênio, como soja, linhaça e amora. Uma rotina de exercícios físicos regulares também podem ajudar.

 

Benefícios:

  • Minimizar as ondas de calor comuns durante o climatério;
  • Aliviar os picos de suor noturno;
  • Melhorar a qualidade do sono e amenizar a insônia;
  • Auxiliar na prevenção da perda de massa óssea, que leva à osteoporose;
  • Diminuir as chances de infecção urinária;
  • Amenizar a irritabilidade;
  • Prevenir sintomas depressivos;
  • Retardar sinais de envelhecimento;
  • Melhorar o desempenho sexual, uma vez que a queda dos níveis hormonais diminui a lubrificação vaginal.

A reposição hormonal pode melhorar muito a qualidade de vida das mulheres durante o climatério e a menopausa, também ajudando na autoestima e trazendo mais disposição para as atividades do dia a dia. Mas lembre-se: é essencial o suporte de um ginecologista para avaliar as necessidades individuais de cada mulher. 

 

Dúvidas sobre a menopausa? Descubra aqui o que é menopausa precoce e como diagnosticar.

Saiba o que muda na saúde íntima durante a menopausa clicando aqui. 

Dra. Patricia Bretz é Ginecologista, obstetra, especialista em Oncologia Ginecológica, Endometriose, Cirurgia minimamente invasiva, Implantes hormonais e Reprodução humana

Clínica Nova Vitta - 2019. Todos os direitos reservados.